Terrários: ideia prática para sua casa ter plantinhas

Gente, planta é tudo de bom! Colore a casa, dá vida ao ambiente, e se você resolver ter ervas, ainda dá pra usar na cozinha. Hoje venho com uma ideia bem popular na decoração: os terrários.

O terrário nada mais é do que um vidro com algumas camadas de substrato e plantinhas (geralmente suculentas). Você pode tampá-lo ou deixá-lo aberto, e a manutenção é super simples, não precisa ficar regando o tempo todo.

Quando ele fica fechado, cria-se um pequeno ecossistema, então a manutenção é quase nula! Você só tem que prestar atenção nas plantas pra ver se ou não tem água de menos (quando as plantas estão secas) ou demais (quando sempre tem gotinhas de água no vidro).

Separei algumas ideias no Pinterest pra inspirar vocês:

Quero muito fazer um terrário, é bem simples! É só colocar algumas camadas dentro de um vidro: pedrinhas + carvão vegetal + terra + plantinhas + pedrinhas pra decorar. Quando eu fizer o meu mostro aqui no blog pra vocês verem!

O terrário é uma opção prática e bonita pra decorar sua casa, fica a dica!

Beijos, Helena.

Ideias de looks com camiseta preta

Um dia percebi que tinha tantas roupas estampadas que muitas coisas não conbinavam entre si e faltavam peças lisas no meu armário (principalmente preto, quase não tenho roupa preta!) Alguém aí já passou por isso? A partir daí comecei a saga por camisetas básicas, blusas lisas, de cores coringas (preto, principalmente) e que fossem bonitas.

Da última vez comprei duas blusas lisas, uma amarela (usei do Réveillon por motivos de $$$) e uma camiseta preta básica. A blusa amarela restringe um pouco minhas opções de looks, mas a pretinha (que estou usando no momento que escrevo esse post) tem uma infinidade de combinações e possibilidades. Por isso esse post! Vim dar dicas de como ter estilo usando sua camiseta preta.

Com saia

Minha paixão fashionística é a saia midi, como vocês bem sabem, e uma peça muito versátil. Mas como qualquer coisa fica boa com t-shirt, aqui vão algumas ideias pra botar em prática com as saias.

Com calça

T-shirt preta, calça jeans e scarpin = combo infalível. Só combinar com alguns acessórios e você está pronta pra todo tipo de evento. Se não quiser usar salto, sapatilha e tênis também pode! Dica: a calça pantalona/pantacourt é um charme e é tendência!

Com vestido

Já vimos aqui nesse post que a trend T-shirt + vestido veio com tudo em 2016, e se você gosta, por que não tentar?

Com shortinho

Outro combo infalível é short + camiseta. O truque pra estilizar o look são os acessórios escolhidos!

All black

Na dúvida, vá de preto! O look todo preto é coringa e usável em qualquer ocasião. Se quiser use um acessório colorido como uma bolsa ou sapato pra quebrar um pouco a cor.

Eu sei que usar preto não é lá muito legal no verão, mas vale a dica pros dias mais fresquinhos. 🙂 Ah, e vale camiseta de banda também, tá super em alta!

Beijos, Helena.

*Imagens retiradas do Pinterest.

Como fazer um bullet journal

Bullet journal, ou bujo como é carinhosamente chamada, é uma técina de organização de ideias e tarefas em listas. Ela foi criada pelo designer Ryder Carroll e disseminada no mundo em 2016 (leia-se virou modinha). Eu, que não resisto a uma modinha, adoro fazer listas, amo organização e sou a louca da papelaria (e da farmácia também, mas isso não vem ao caso agora), comecei 2017 fazendo o meu.

Ryder fez um site pra ensinar a técnica e compartilhar tudo sobre o bullet journal, e é bem simples. E tem esse vídeo no youtube ensinando a fazer (com legenda em português):

 

No começo fiquei perdida e pensando em como fazer o meu, qual seria a melhor maneira de fazer dar certo. Depois de muito pesquisar no Pinterest (o que seria de mim sem você, dear?), fiz uma tentativa que por enquanto está dando certo.

Legenda

Como já tinha feito umas listas no meu caderno novo, comecei depois delas e fiz a página da legenda. Ela é muito importante pra você entender os códigos que for utilizar (às vezes a gente esquece o que é cada coisa!).

Índice

O índice é pra você saber exatamente onde escreveu suas listas e agenda, e o meu fiz assim:

Numeração de páginas

É importante também numerar as páginas, pra você poder fazer o índice e se organizar melhor. Não precisa numerar todas de uma vez, vá fazendo isso à medida que for preenchendo as páginas.

Calendário / Agenda

O bullet journal também funciona como agenda. Fiz a forma como Ryder ensinou, com uma página com as datas do mês, onde você vai anotar as datas importantes, aniversários, etc.

E na outra página fiz uma agenda semanal. Primeiro dividi tudo por dias, mas achei que ficou apertado e depois deixei a semana inteira lá. Reparem na minha super rotina de dona de casa haha

Ryder ensina a fazer a agenda diária, que eu acho legal, já que a ideia do bujo também é anotar o que você fez durante o dia, como um diário mesmo. Como ainda estou me adaptando e experimentando, vou vendo como vai ficar melhor pra mim.

Tracking

Tracking é o registro de suas atividades. Você pode fazer vários esqueminhas, por exemplo de quanto de água bebeu durante o dia, quantas vezes foi à academia na semana. Por enquanto fiz dois esqueminhas: água nas plantas (não posso esquecer, senão as coitadinhas morrem!) e dias que fui à academia.

Listas

Além de agenda e diário, o bullet journal também pode reunir suas listas de vida, de coisas que quer fazer durante o mês, o ano, etc. Então aí vão algumas dicas:

Filmes para assistir

Metas para o ano

Séries para terminar

Listas de compras

Wishlist (lista de desejos)

Livros para ler

Vinhos para provar

É basicamente isso! Se quiser ver mais, tenho uma pasta no Pinterest com muitas inspirações!É importante você escrever frases curtas, pra facilitar não só a escrita das listas mas também para melhor visualização. Agora é só escolher seu caderno e ir experimentando!

Crítica: “O Lado Bom da Vida”

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, 2012) foi o filme responsável por dar um Oscar de melhor atriz para Jennifer Lawrence e uma indicação de melhor ator para Bradley Cooper (no total foram 8 indicações no Oscar 2013!). Ainda tem Robert DeNiro no elenco, que é um plus a mais.

A trama gira em torno de Pat (Bradley Cooper) um ex-professor afastado do cargo por problemas com sua ex-mulher, que o levaram a passar 8 meses internado em uma clínica psiquiátrica.

Depois desse tempo, ele tem que morar com seus pais e se manter afastado de Nikki, sua ex (por quem ele é obcecado). Na clínica ele aprendeu uma nova filosofia de vida, que é ver o lado bom das situações, e tenta colocar isso em prática. A partir daí o filme se desenvolve e vemos que Pat possui um transtorno psicológico que não só o afeta como também a seus familiares. Então ele conhece Tiffany, personagem de Jennifer Lawrence, que é bem parecida com ele, e mesmo com alguns tropeços eles começam a se ajudar.

Apesar de o filme ser lento, os personagens são bem construídos pelos atores, que estão em uma sintonia incrível. O Lado Bom da Vida é um tanto previsível, mas o assunto que ele aborda é muito importante. É preciso discutir a questão da doença mental, que ainda é um tabu na sociedade.

Não é um dos meus filmes preferidos, mas é um filme que deve ser visto.