Crítica: “A Origem dos Guardiões”

Férias = Sessão da Tarde né! haha No meu período de recesso assisti ao filme A Origem dos Guardiões (Rise of the Guardians, 2012), uma animação sobre os guardiões das crianças do mundo: Papai Noel, Coelho da Páscoa, Fada do Dente, Sandman (cuida dos sonhos) e Jack Frost (responsável pelo inverno e pela neve).

A história é simples: o Bicho Papão quer dominar o mundo e os guardiões se unem pra derrotá-lo. No meio dessa aventura tem o mistério da origem de Jack Frost, que não se lembra de onde veio e por que se tornou um guardião. Ainda, ele não é visto por ninguém, porque as crianças não acreditam nele. O roteiro se desenrola facilmente, com muita sintonia entre os personagens, momentos tristes e felizes.

Os personagens dos mitos são mais modernos do que poderíamos imaginar. Por exemplo, o Papai Noel (chamado de Norte) é tatuado, o Coelho da Páscoa não tem nada de fofinho e a Fada do Dente parece mais um beija-flor. A trilha sonora é ótima, super envolvente. E a animação em si é muito bem feita (é uma produção da Dream Works) – gostei principalmente das cores.

No fim, A Origem dos Guardiões traz a mensagem de acreditar. Acho que combina bastante com o momento que estamos vivendo, não é?

Beijos, Helena.