Roteiro Bento Gonçalves – dia 2

O segundo dia de viagem em Bento Gonçalves teve ovelhas, muita comida e vinhos! Se você não viu o primeiro dia clica aqui.

Dia 2

Após um café da manhã reforçado na pousada, seguimos para os Caminhos de Pedra, uma estrada que leva esse nome pelas casas feitas de pedra ao longo dela. São várias atrações por lá e dá pra passar o dia, mas passamos a manhã.

Casa da Ovelha

A Casa da Ovelha é uma ótima atração para crianças e como também somos, adoramos! haha Eles têm várias programações durante o período que você passa lá, começando de meia em meia hora.

Começamos pelo “Grande Rebanho”, que é quando eles soltam as ovelhinhas lá do pasto e elas andam no meio da gente. São muito fofas! Depois tem uma demonstração com os cachorros border collies que pastoreiam as ovelhas, degustação dos queijos produzidos por eles, falcoaria, alimentação das ovelhas e dos filhotes.

É uma programação completa, e tudo muito bem explicado pelo pessoal da Casa. Ficamos lá até as 14h debaixo de um sol de rachar, mas eles emprestavam chapéus pra gente sobreviver! Fora os mosquitos borrachudos, mas eles também têm repelente!

Preço: 50 reais adulto, 25 meia

Endereço: Rodovia Linha Palmeiro, 400 – Distrito de São Pedro

Almoço – Restaurante Casa D’Ângelo

Tinha visto sobre o restaurante Casa D’Ângelo no Trip Advisor e anotei para experimentar. Lá é um rodízio de massas, carnes e risottos. Tomamos o vinho da casa e a sobremesa estava incluída no preço do rodízio. Tudo muito gostoso!

Depois do almoço seguimos para Garibaldi, onde visitamos a Chandon.

Vinícola Chandon

Começando os trabalhos nas vinícolas – objetivo principal da nossa viagem -, agendamos para ir na Chandon degustar seus deliciosos espumantes. Ela está no Brasil desde 1973 e é líder no na produção de espumantes de luxo. A visita à fábrica é bem rápida, sendo possível somente ver os tanques de fermentação. Depois passamos à degustação!

No fim levamos o Chandon Passion, rosé delicioso com aromas frutados que lembram pêssego e lichia, elaborado a partir das uvas Malvasia, Moscato e Pinot Noir. Eles aconselham bebê-lo com dois cubos de gelo pra ficar mais refrescante, já quero experimentar!

Endereço: BR 470 (Km 224), Garibaldi – RS.

Preço: A visita é gratuita, mas é necessário o agendamento.

Vinícola Torcello

Depois da Chandon corremos para o Vale dos Vinhedos para ver se tinha alguma vinícola aberta – a maioria fecha por volta das 17h30! – e conseguimos ir na Torcello e a Almaúnica.

Infelizmente não conseguimos fazer a visita, mas provamos vinhos bons na Torcello. Eles trabalham com as uvas Merlot, Tannat e Cabernet Sauvignon para os tintos, e produzem também espumantes e sucos.

Endereço: RS 444, KM 16 – Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves

Vinícola Almaúnica

Como já conhecíamos a Almaúnica, apenas provamos alguns rótulos pra saber qual iríamos comprar.

Recomendo muito o Syrah, que compramos ano passado, e o Quatro Castas, vinho premium da vinícola feito com cortes de Merlot, Malbec, Syrah e Cabernet Sauvignon. Dessa vez levamos o Merlot Reserva, muito saboroso e frutado.

Endereço: RS 444, km 17 – Vale dos Vinhedos

Esse foi o dia 2 do roteiro de Bento Gonçalves! Não jantamos porque almoçamos tarde, então fomos dormir cedo para aproveitar o terceiro dia de viagem. Espero que tenham gostado das dicas!

(Visited 30 times, 1 visits today)