Roteiro Bento Gonçalves – dia 4

O último dia da viagem reservou uma surpresa maravilhosa na região de Pinto Bandeira, que foi a Vinícola Geisse. Além disso, visitamos a Casa das Cucas e a Casa da Erva Matte, ambas nos Caminhos de Pedra que fomos também no dia 2.

Vinícola Geisse

A Vinícola Geisse foi fundada por Mario Geisse, chileno que veio ao Brasil para implantar a Chandon por aqui. A vinícola produz somente espumantes (aqui no Brasil, porque no Chile são produzidos os tintos), e inclusive um deles, o Cave Geisse, é considerado o melhor espumante do país! Ela não fica em Bento Gonçalves, mas sim em Pinto Bandeira que é pertinho.

Quando chegamos já nos deparamos com esse lugar maravilhoso, com um jardim e um open lounge, onde podemos sentar na grama e aproveitar os espumantes e algumas comidinhas.

A visita com degustação deve ser agendada e o preço depende dos produtos a serem degustados – são 3 opções, e com uma parte revertida em compras. Eles têm também um passeio por toda a vinícola em um 4×4 incluindo os vinhedos, a Geisse Experience. Ficamos com a visitação menor com degustação, depois fomos no open lounge e comemos essas empanadas deliciosas acompanhadas de um Cave Amadeu Rosé!

A post shared by Helena Mattos (@helenamattos) on

Visitar a Geisse é uma experiência incrível e ficamos apaixonados! Super recomendo! Ah, no final da visita levamos o Cave Geisse Rosé Brüt.

Endereço: Linha Jansen, s/n, Pinto Bandeira

Vinícola Valmarino

Depois da Geisse fomos na Valmarino, que também é em Pinto Bandeira. Ela é uma vinícola mais familiar, fundada por um membro da família Salton, e de produção reduzida. Lá fizemos a degustação de vários rótulos, e no final levamos o Sangiovese, vinho muito agradável ao paladar.

Endereço: Linha Jacinto Sul, s/n (1,5 Km da Igreja Matriz Nossa Senhora de Pompéia), Pinto Bandeira

Casa da Erva Mate

Localizada nos Caminhos de Pedra, a Casa da Erva Mate demonstra o processo artesanal de produção da erva mate, largamente consumida no sul do Brasil. A taxa de visitação é de 5 reais, e é uma visita interessante, mas curta – acho que não voltaria lá. O legal é ver a loja, que fica do lado oposto da estrada, com as ervas e várias lembrancinhas.

Endereço: Santo Antônio – Distrito de São Pedro, Bento Gonçalves

Casa das Cucas Vitiaceri

Finalizando a viagem da melhor forma – com bolo é claro – fomos à Casa das Cucas Vitiaceri, que fica em frente à Casa da Erva Mate. As cucas são aqueles bolos com um farelinho em cima, que ddá vontade de comer até o último pedaço. Comemos cuca de banana acompanhada de um café, e ainda levamos uma pra viagem. Devíamos ter levado mais, de tão boa que é!

Final

Depois seguimos para o aeroporto em Porto Alegre e até pegamos um pouco de trânsito no caminho. Minha dica é voltar ao aeroporto com antecedência, porque domingo é dia de trânsito em qualquer lugar, ainda mais em volta de feriado!

Esse foi o roteiro que fizemos em Bento Gonçalves. Espero que tenham gostado das dicas de lugares e vinhos! A região ainda tem muito mais coisas pra conhecer, já ficamos com vontade de voltar.

 

Se você não leu os dias 1, 2 e 3, é só clicar nos números que já estão com os links.

Se quer mais dicas de lugares na região da Serra Gaúcha (Gramado, Canela, Bento Gonçalves, Cambará do Sul), só clicar aí que tem um diário de viagem completo com 7 dias que fizemos em 2016.

Roteiro Bento Gonçalves – dia 3

O terceiro dia da viagem a Bento Gonçalves começou cedo e foi dedicado ao vinho! Visitamos várias vinícolas e ainda almoçamos no nosso restaurante preferido da região. Bora conferir?

Vinícola Salton

A primeira visita do dia foi na Vinícola Salton, muito tradicional da região. O passeio guiado (tradicional) custa 30 reais, com degustação e 15 reais revertidos em compras na loja. Durante o passeio o guia conta a história da família Salton, fundadora da vinícola, desde que chegou ao Brasil até os dias atuais. Passamos pelos tanques, barris de carvalho, caves e no final fizemos a degustação. Levamos os espumantes Poética Rosé e Brüt, leves e saborosos!

A post shared by Helena Mattos (@helenamattos) on

Dica: a Salton está produzindo chás gelados – se você ainda não provou, prove o de tangerina!

Endereço: Rua Mário Salton, 300 – Distrito de Tuiuty, Bento Gonçalves

Almoço – Mamma Gema

Depois de visitar a Salton, seguimos para o Vale dos Vinhedos para almoçar no Mamma Gema, restaurante italiano maravilhoso! Eles têm rodízio de massas, mas como não queríamos comer demais optamos pelo menu à la carte. Escolhemos o ravioli com molho de gorgonzola e nozes, que serve bem duas pessoas.

Endereço:  RS 444, KM 18,9 – Vale dos Vinhedos

Cavas do Vale

Pertinho do Mamma Gema tem a vinícola Cavas do Vale. É uma vinícola familiar, e o atendimento foi feito pelo próprio dono, Sr. Irineu. Conversamos bastante e ele nos fez degustar todos os tintos que ele produz haha Compramos o Provado com cortes de Merlot, Cabernet Sauvignon e Tannat, mais jovem, e o Tannat Reserva 2008, mais encorpado. A Cavas do Vale tem também os Gran Reserva 2005, vinho premium da vinícola, e alguns espumantes. Recomendo a visita!

Endereço: RS 444, km 17,7 – Vale dos Vinhedos

Itallinni Biscotteria

Pausa nos vinhos pra provar biscoitinhos! Nada melhor do que um açúcar pra cortar um pouco o álcool né? Na Itallinni Biscotteria a gente pode degustar todos os sabores produzidos lá mesmo, com ingredientes naturais.

Compramos o biscoito de limão que é delicioso! Fora que a loja é a coisa mais fofa!

Endereço: RS-444, km 17,6 – Vale dos Vinhedos

Vinícola Angheben

A Vinícola Angheben é também uma vinícola familiar e bem pequena do Vale dos Vinhedos. São os proprietários que atendem e fazem a degustação com a gente, explicando tudo sobre os vinhos! Tivemos uma aula sobre vinhos, uvas e história do Vale dos Vinhedos com o Sr. Idalêncio, patriarca da família que, antes de abrir a vinícola, foi funcionário da Chandon Brasil por 30 anos, e ainda é professor no curso de Enologia em Bento Gonçalves – ou seja, um mestre! Essa foi a vinícola que mais gostei de ir, sem dúvidas.

Provamos os rótulos de Pinot Noir, Teroldego, Barbera, Touriga Nacional e Cabernet Sauvignon. Deu vontade de levar todos! haha Mas compramos o Barbera, um dos melhores vinhos que já tomei, super suave e ao mesmo tempo muito saboroso, e o Cabernet Sauvignon, que é bem fácil de harmonizar.

Endereço: RS 444, km 4 – Vale dos Vinhedos

Preço da degustação: 30 reais por pessoa, mas se levar 140 reais em vinhos a taxa não é paga.

Vinícola Milantino

Quando saímos da Angheben já era tarde para conhecer mais vinícolas, pois elas fecham cedo. Passamos rapidamente pela vinícola Milantino, que produz vinhos de alta qualidade e exclusividade. Não lembro mais qual provamos, mas era bom e fiquei com vontade de visitá-la com calma!

Dica: próxima à Milantino fica a Vinícola Don Laurindo, que visitamos no ano passado. Super recomendo a visita, a vinícola é pequena e familiar, e o Ancellotta é uma delícia!

Endereço: Linha Garibaldina, S/n – Vale dos Vinhedos

Vinícola Pizzato

Mesmo com as vinícolas fechando conseguimos degustar alguns vinhos na Pizzato, onde fomos muito bem atendidos. Provamos vinhos tintos das linhas Fausto e Pizzato, além de espumantes. Todos deliciosos!

Endereço: Via dos Parreirais, S/Nº – Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos

Preço da degustação: 18 reais por pessoa

Portu’s Valle

No fim do passeio, mais uma dica gourmet. O Portu’s Valle é um restaurante/café português dentro de um container. Eles servem almoço e jantar com pratos de bacalhau, além do café com doces portugueses. Comemos toucinho do céu e pastel de santa clara, que amo! Um charme de lugar!

Endereço: RS 444, km 16 – Vale dos Vinhedos

Ufa! O terceiro dia em Bento foi um dia cheio e muito proveitoso, passeamos bastante. Se você não viu os posts dos dias 1 e 2 do Roteiro Bento Gonçalves, só clicar nos números! 

Roteiro Bento Gonçalves – dia 2

O segundo dia de viagem em Bento Gonçalves teve ovelhas, muita comida e vinhos! Se você não viu o primeiro dia clica aqui.

Dia 2

Após um café da manhã reforçado na pousada, seguimos para os Caminhos de Pedra, uma estrada que leva esse nome pelas casas feitas de pedra ao longo dela. São várias atrações por lá e dá pra passar o dia, mas passamos a manhã.

Casa da Ovelha

A Casa da Ovelha é uma ótima atração para crianças e como também somos, adoramos! haha Eles têm várias programações durante o período que você passa lá, começando de meia em meia hora.

Começamos pelo “Grande Rebanho”, que é quando eles soltam as ovelhinhas lá do pasto e elas andam no meio da gente. São muito fofas! Depois tem uma demonstração com os cachorros border collies que pastoreiam as ovelhas, degustação dos queijos produzidos por eles, falcoaria, alimentação das ovelhas e dos filhotes.

É uma programação completa, e tudo muito bem explicado pelo pessoal da Casa. Ficamos lá até as 14h debaixo de um sol de rachar, mas eles emprestavam chapéus pra gente sobreviver! Fora os mosquitos borrachudos, mas eles também têm repelente!

Preço: 50 reais adulto, 25 meia

Endereço: Rodovia Linha Palmeiro, 400 – Distrito de São Pedro

Almoço – Restaurante Casa D’Ângelo

Tinha visto sobre o restaurante Casa D’Ângelo no Trip Advisor e anotei para experimentar. Lá é um rodízio de massas, carnes e risottos. Tomamos o vinho da casa e a sobremesa estava incluída no preço do rodízio. Tudo muito gostoso!

Depois do almoço seguimos para Garibaldi, onde visitamos a Chandon.

Vinícola Chandon

Começando os trabalhos nas vinícolas – objetivo principal da nossa viagem -, agendamos para ir na Chandon degustar seus deliciosos espumantes. Ela está no Brasil desde 1973 e é líder no na produção de espumantes de luxo. A visita à fábrica é bem rápida, sendo possível somente ver os tanques de fermentação. Depois passamos à degustação!

No fim levamos o Chandon Passion, rosé delicioso com aromas frutados que lembram pêssego e lichia, elaborado a partir das uvas Malvasia, Moscato e Pinot Noir. Eles aconselham bebê-lo com dois cubos de gelo pra ficar mais refrescante, já quero experimentar!

Endereço: BR 470 (Km 224), Garibaldi – RS.

Preço: A visita é gratuita, mas é necessário o agendamento.

Vinícola Torcello

Depois da Chandon corremos para o Vale dos Vinhedos para ver se tinha alguma vinícola aberta – a maioria fecha por volta das 17h30! – e conseguimos ir na Torcello e a Almaúnica.

Infelizmente não conseguimos fazer a visita, mas provamos vinhos bons na Torcello. Eles trabalham com as uvas Merlot, Tannat e Cabernet Sauvignon para os tintos, e produzem também espumantes e sucos.

Endereço: RS 444, KM 16 – Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves

Vinícola Almaúnica

Como já conhecíamos a Almaúnica, apenas provamos alguns rótulos pra saber qual iríamos comprar.

Recomendo muito o Syrah, que compramos ano passado, e o Quatro Castas, vinho premium da vinícola feito com cortes de Merlot, Malbec, Syrah e Cabernet Sauvignon. Dessa vez levamos o Merlot Reserva, muito saboroso e frutado.

Endereço: RS 444, km 17 – Vale dos Vinhedos

Esse foi o dia 2 do roteiro de Bento Gonçalves! Não jantamos porque almoçamos tarde, então fomos dormir cedo para aproveitar o terceiro dia de viagem. Espero que tenham gostado das dicas!

Roteiro Bento Gonçalves – dia 1

Lugar bom a gente volta né? Depois de conhecer a Serra Gaúcha em uma viagem maravilhosa ano passado, resolvemos voltar e ficar só na cidade de Bento Gonçalves, a terra do vinho brasileiro. Passamos 4 dias do último feriado conhecendo melhor a região e ficamos mais encantados ainda!

Dia 1

Chegamos em Porto Alegre por volta de 11h da manhã e pegamos o carro – que já estava reservado – no aeroporto. Dica: as empresas de locação de carros sempre têm convênios com cartões de crédito e seguros para descontos.

Nos hospedamos na pousada Villa Tuiuty, um lugar delicioso e com ótimo atendimento – recomendo! Ela não fica dentro da cidade de Bento Gonçalves, e sim no distrito de Tuiuty (e do lado da vinícola Salton).

Almoço

Almoçamos na estrada, no restaurante Di Paolo (falei sobre ele no post sobre os restaurantes da Serra Gaúcha). Mas resumindo, o Di Paolo é uma rede tradicional da região com comida italiana muito gostosa. O preço é fixo e a comida é à vontade. Tem sobremesa incluída e o vinho da casa é delicioso.

Endereço: BR 470 km 221 (ao lado da Pousada Castello Benvenutti), Garibaldi.

Chegamos na pousada exaustos e dormimos! haha Não estava nos planos, mas estávamos precisando descansar.

Jantar

O jantar foi na Pizza Entre Vinhos, pizzaria deliciosa com uma proposta muito legal de carta de vinhos: as garrafas ficam expostas e você vai andando pela pizzaria escolhendo o que vai beber. Escolhemos o Reserva Teroldego da vinícola Don Guerino, um tinto seco muito gostoso.

A Pizza Entre Vinhos fica embaixo do restaurante Mamma Gema, que fomos ano passado e voltamos esse ano!

Endereço: Vale dos Vinhedos – RS 444, km 18

Horários: de terça a sábado a partir das 19h

O primeiro dia foi curtinho, mas já com dicas gostosas! Aguardem os próximos posts sobre a viagem a Bento Gonçalves que tem bastante coisa!