Crítica: “J’ai tué ma mère”

J’ai tué ma mère (“Eu matei a minha mãe” – 2009) é o primeiro filme dirigido, roteirizado, produzido e atuado por Xavier Dolan, um jovem promissor diretor quebequense. No geral, o filme mostra as dificuldades de um adolescente na convivência com sua mãe. Eles tem um relacionamento de muitos altos e baixos, brigas e carinho, e isso se torna uma obsessão pra ele. É um filme bem interessante, pela fotografia, ângulos de câmera e montagem. De conteúdo é uma história bem comum, mas contada do jeito dele – na época com 20 anos – o resultado ficou bem legal. Achei um filme bastante pessoal, e me perguntei se teria sido assim sua adolescência. Aí li no IMDb que é um filme semi-autobiográfico, então deu pra entender o porquê de eu ter achado isso. O filme ganhou prêmios em Cannes, e fez bastante sucesso, tendo sido vendido para mais de 20 países.
j-ai-tue-ma-mere-15-07-2009-6-g
No filme, Xavier é Hubert, um jovem de 16 anos, homossexual, que vive com sua mãe, Chantal. Ele acha que não nasceu para ser filho dela, que tudo o que ela faz é errado, mas ao mesmo tempo a ama. Eles tem brigas terríveis, e também momentos muito bonitos entre mãe e filho. É uma história de um adolescente em busca de sua identidade, de seu espaço, e de uma forma de conviver e se entender com sua mãe. Uma das cenas que mais gostei foi quando a mãe mandou ele para um colégio interno pois não aguentava mais as brigas e ele, muito irritado achando que ela tinha acabado com a vida dele, grita: “O que você faria se eu morresse hoje?” e vira as costas sem ouvir a resposta de sua mãe: “Morreria amanhã”. Lindo né?

Dicas de Montreal: cafés

Tenho uma paixão por café e outra pelo Canadá. Quando juntam os dois então, não há nada melhor! Por isso o post de hoje reúne dicas de três cafés que eu frequentava durante meu intercâmbio em Montreal. Se você quiser conferir mais posts com dicas da cidade, clica aqui para dicas de pontos turísticos e aqui para lugares pra sair!

Como falar de Canadá e cafés e não mencionar o Tim Hortons? Sinceramente, o café não é lá essas coisas, tomava o Mocca que é com chocolate e creme e o gosto do café não ficava tão evidente rs. Mas as comidas… Sabe todas aquelas coisas americanas gostosas? No Tim tem! E baratésimo. Donuts, bagels, cookies, muffins , croissants e os famosos Timbits, que são bolinhas de massa de donut com vários sabores! Só de falar já dá água na boca. Além do preço bom, você acha Tim Hortons em qualquer lugar da cidade. Bateu fome? Vai no Tim!

Miss 🍩🍩🍩🍩! 😭😍 #timhortons #montreal

A post shared by Helena Mattos (@helenamattos) on

Amo donuts! haha

Tim Hortons ready for Christmas! 😊🎅🎄 #timhortons #coffee #canada #christmas #photooftheday #cup #montreal

A post shared by Helena Mattos (@helenamattos) on

Second Cup é um café tipo Starbucks – tem Starbucks lá em Montreal também, não vou falar porque tem aqui no Brasil também. O Second Cup tem uma atmosfera aconchegante e grande variedade de produtos: cafés, chás, chocolates quentes, tortas, muffins, croissants. O café é uma delícia, eles trabalham com grãos premium. Gostava de tomar o Capuccino, e o chocolate quente também é super bom.

O melhor eu sempre deixo pro final, e nenhum café é melhor do que o Cafe Olimpico, um café italiano no meio do bairro Mile End. Pra vocês terem uma noção, eu pegava um ônibus por uma meia hora só pra ir lá tomar meu latte com meus amigos e estudar. Em Montréal era grande a quantidade de gente que ia pros cafés estudar e ficava lá a tarde inteira – e eu aderi feliz a esse costume. O Olimpico tem uma grande variedade de cafés, e umas comidinhas gostosas. Gostava muito de comer o bolo marmorizado, era muito bom e me lembrava de casa! O atendimento também é excelente e o lugar é super legal, decorado com o tema do futebol italiano. Se você for a Montreal, visite esse café por mim!

#coffee and #study ! 😊😜

A post shared by Helena Mattos (@helenamattos) on

Dicas de Montréal – parte 2

Oi gente! Semana passada eu falei das dicas de pontos turísticos em Montréal, e agora voltei pra falar dos lugares legais pra ir à noite, tanto pra dançar ou pra beber umas cervejinhas e comer. A maioria deles fica na rua St. Laurent – que por coincidência era atrás de onde eu morava – mas tem outros lá pelo centro no entorno da rua St. Catherine.

Eu fui várias vezes no Les 3 brasseurs, uma cervejaria francesa que tem várias unidades em Montréal – e agora até em São Paulo! Além das cervejas maravilhosas, o lugar é super descontraído e a comida também é bem boa. Tem pizza francesa, batata de vários jeitos, onion rings… um pouco de tudo e muito gostoso.

McKibbins Irish Pub – preciso dizer uma coisa sobre esse pub: love total! Amo esse pub, por vários motivos. Fui nos dois que tem lá em Montréal e todas as vezes foram boas. Um é na Rua St. Laurent, e o outro na Bishop’s (perto da St. Catherine). No da St. Laurent tem sempre um showzinho pra animar a noite. O da Bishop’s é maior e tinha karaokê às quintas-feiras e dj no fim de semana. Muito bom! O melhor é ir lá na época do St. Patricks, a festa nacional da Irlanda que é comemorada em todos os cantos onde tem irlandeses.

La Cage aux sports é um lugar legal pra quem quiser ver esportes. Não cheguei a ir porque sempre ficava lotado nos dias de hockey, UFC e outros jogos, mas é um lugar bem tradicional de lá. Como fica em frente ao Centre Bell, onde ocorrem os jogos de hockey, that’s the place to be!

E como o melhor sempre fica para o final, pra quem gosta de dançar e quer ter uma experiência québécoise, tem o 2 Pierrots! Aberto às sextas e sábados, é uma “boîte à chansons”, ou seja, cerveja! haha #brinks Tem cerveja, mas o melhor mesmo é a música! Lá se apresentam bandas do Québec e é surreal de bom. Todo mundo dançando super animado, mesmo com uma temperatura lá fora de -10ºC (é, quando eu fui tava tipo isso). Além de tudo ainda fica na minha parte preferida da cidade, a parte antiga. #muitoamor

Dicas importantes:

1) As gorjetas no Canadá são por fora da conta. E é de boa educação dar de 15% do total ou mais, se você achou o serviço muito bom! 😉

2) É proibido consumir bebidas alcoólicas na rua no Canadá, leva multa! #fikdik

3) No inverno as boates tem lugares específicos pra você colocar o casaco, então pode se encapuzar à vontade.

E aí gente, gostaram? Montréal é uma cidade incrível, vale muito à pena conhecer! 😀