Crítica: “La La Land”

Finalmente consegui assistir La La Land e fiquei apaixonada. Sabe aquele filme que você assiste sorrindo? La La Land é exatamente isso.

O filme conta a história de Mia (Emma Stone), uma atriz tentando a vida em Los Angeles (LA, por isso o nome do filme), e Sebastian (Ryan Gosling), um pianista de Jazz, que se apaixonam. La La Land mostra todo aquele processo delicioso de se apaixonar, os pequenos momentos e os grandes também. Enquanto isso, os dois buscam realizar seus sonhos nas profissões que escolheram.

O roteiro é muito bem elaborado, os personagens são ótimos e é claro que a escolha de atores não poderia ser melhor. Emma Stone e Ryan Gosling são excelentes atores e provaram ser mais do que isso cantando, dançando e tocando músicas apaixonantes.

Tem gente que achou exagerado o número de indicações ao Oscar, mas eu entendi o por quê de toda essa aclamação. São sequências muito bem boladas e executadas, a fotografia é uma coisa de linda, a direção de arte faz tudo combinar. É um filme esteticamente muito bem feito.

Figurino

Além de tudo lindo, o figurino de La La Land é incrível e faz tudo se encaixar ainda mais! A figurinista  Mary Zophres disse que queria figurinos românticos para os atores, já que La La Land é uma história de amor.

Os vestidos e saias de Mia são no estilo vintage, e foram desenhados e comprados pela produção para valorizar a silhueta da atriz. Além disso, todos os figurinos de dança foram pensados para isso, já que não é possível dançar com qualquer modelo de vestido.

O figurino de Sebastian também é voltado para o clássico por ele ser um músico apaixonado pelo Jazz original e pelos grandes artistas do gênero.

La La Land é um filme surpreendente e tocante. Não tem como não se emocionar e pensar sobre onde as nossas escolhas nos levam.

Os looks bafo da after party do Oscar

Pra quem achou que as moçoilas do Oscar não se esforçaram tanto no red carpet, vieram as amigas na after party e pá! Lacraram! Vem ver:

BEVERLY HILLS, CA - FEBRUARY 28: Recording artist Taylor Swift attends the 2016 Vanity Fair Oscar Party Hosted By Graydon Carter at the Wallis Annenberg Center for the Performing Arts on February 28, 2016 in Beverly Hills, California. (Photo by Pascal Le Segretain/Getty Images)

Que escândalo esse vestido da Taylor Swift! Amei a combinação preto + dourado nos acessórios. Super elegante.

Lily Collins provando que morenas também ficam bem de dourado! Não amo o shape do vestido, mas o conjunto da produção tá lindo. Fica a inspiração da make em tons de marrom!

Kate Hudson, querida, fez falta no tapete vermelho! Que vestido! Alô alô plissado!

A Heidi Klum poderia muito bem ter ido na premiação com esse vestido hein, adorei essa estampa azul!

Gwen Stefani com o boy a tiracolo e apenas DIVANDO com esse vestido vermelho! É ousado? É! Mas ela pode! É disso que eu tava falando quando disse que queria bordados, plumas e paetês no red carpet.

A gravidíssima Anne Hathaway não apareceu na premiação como de costume, mas deu o ar da graça na after party com esse look fabuloso!

diane krugerDiane também fez falta! E que vestido é esseeeeeeee!!! Ela tá vestindo uma obra de arte!!!

Achei uma fofura esse vestido lúdico da Emma Roberts.

E a cota brasileira Ale Ambrósio arrasante no veludo, apenas!

Achei bem melhores os looks da festa da Vanity Fair! E vocês, o que acharam das escolhas das celebs?

Créditos: site da Vogue

Resumo do Oscar 2016: ganhadores, looks, e mais!

Hoje era dia de crítica, mas como a tão aguardada premiação do Oscar foi ontem, resolvi fazer um apanhado do que rolou por lá. Fiz um live no Snapchat (helemattos), mas dormi no meio do caminho hahaha Só acordei milagrosamente antes de o Leo levar o prêmio de melhor ator e pronto, me joguei nos braços de Morfeu.

VENCEDORES

O grande vencedor da noite foi o filme Mad Max (what!!!) com seis prêmios: maquiagem e cabelo, figurino, edição, mixagem de som, edição de som e design de produção. Achei muito zebra hein! Tava crente crente que O Regresso ia levar vários prêmios e Mad Max foi lá e pá, não deixou pra ninguém. Pra não dizer que O Regresso não levou, foram premiados o diretor Alejandro Iñarritu e o diretor de fotografia. O melhor filme foi Spotlight (não assisti ainda e também não esperava)!

Infelizmente a animação brasileira O Menino e o Mundo não levou o prêmio da categoria, mas quem ganhou foi Divertida Mente e bem merecido!

Os atores premiados foram Alicia Vikander (melhor atriz coadjuvante), Mark Rylance (melhor ator coadjuvante), Brie Larson (melhor atriz) and, finally, Leo DiCaprio (melhor ator)! A torcida pelo Leo tava pelo mundo todo, finalmente ele conseguiu!

leo oscar

Cobertura

Quem fez a melhor cobertura do red carpet foi Hugo Gloss, sem dúvidas! O GNT convidou o blogueiro pra entrar ao vivo direto do tapete vermelho e ele arrasou nos comentários. Além disso, fez sua cobertura normal pelo Snap, Instagram e Twitter. Multitarefas! Assisti à transmissão pela TNT, mas parece que a cobertura da Globo deu o que falar com os comentários – ou a falta deles – de Glória Pires. #aloka

cobertura oscar 2016

Red Carpet

Sinceramente, o tapete vermelho foi um pouco decepcionante pra mim. Esperava brilhos, canutilhos, plumas, paetês, bordados, drapeados, caudas, etc etc, mas nada! Uma ou outra surpreendeu – como a Cate Blanchett, sempre impecável e com looks bafo -, mas vimos muito do mesmo. Agora, na after party da Vanity Fair que as convidadas se empolgaram e exibiram seus corpitchos em produções incríveis.

cate blanchett

Cate estava um deslumbre nesse Armani Privé com aplicações de flores. Tá etérea, tá diva.

olivia_wilde_

Minha segunda preferida da noite é Olivia Wilde com esse Valentino Alta-Costura plissado – sou louca em plissado! naomi-watts-oscars-red-carpet-2016

Amei essas cores do vestido (também Armani Privé) da Naomi Watts! margot-robbie-oscars-red-carpet-2016Margot Robie é GATA, de dourado então! O que é esse Tom Ford pele de cobra dourada? Mudaria apenas o cabelo pra um penteado mais glam, você pode Margot!

lady gaga 1Lady Gaga, por favor continue nessa fase clean, tá linda!

brie-larson-oscars-red-carpet-2016

Brie Larson foi linda nesse Gucci azul bic. E o cinto? Mara!

julianne-moore-oscars-red-carpet-2016Julianne Moore sempre acerta. Esse Chanel é lindo, mas “simples” comparado ao que ela normalmente usa. Queria mais Julianne!

jennifer-lawrence-oscars-red-carpet-2016Jen Law foi de Dior, como de costume (ela é rosto da marca), e dessa vez acertou em cheio! Obrigada Jen! Rendas: check, babados: check.

E aí minha gente, o que acharam do Oscar desse ano? E os looks, também acharam marromenu ou gostaram? Beijos!

Créditos: site da Vogue

Crítica Especial Oscar 2016: “O Quarto de Jack”

O Quarto de Jack (em ingles, Room) conta a historia de Jack, um menininho de 5 anos, e sua mae, Joy, que vivem num cativeiro num quartinho de quintal.o quarto de jack

Joy está lá há 7 anos e nesse meio tempo teve Jack, fruto dos contínuos estupros de seu sequestrador. O único mundo que Jack conhece é o do quarto, que ele chama carinhosamente de “quarto” (room em inglês, daí o titulo do filme).

Depois de Joy perceber que eles precisam sair de lá, ela bola um plano com Jack e os dois são resgatados, numa sequência incrivelmente tensa – que me fez derramar muitas lágrimas. A partir daí começa a adaptação dos dois ao mundo – novamente para Joy, mas para Jack é tudo uma série de primeiras vezes.

O Quarto de Jack é um drama bem carregado, mas não poderia ser menos por causa do tema que trata. Mas, apesar de os dois estarem confinados, Joy consegue estabelecer uma leveza na vida do filho, criando um mundo só para os dois.

É um filme bem triste, mas esperançoso. É incrivel o trabalho dos atores, tanto de Brie Larson, que interpreta Joy, como do próprio Jack, que é a coisa mais fofa do Jacob Tremblay.

As indicações foram de melhor filme, melhor roteiro adaptado, melhor diretor (Lenny Abrahamson) e melhor atriz (Brie Larson).

Mais um motivo pra assistir: o filme é metade canadense! <3