Dicas de Ilhabela

Como vocês devem ter visto no Instagram, fiquei noiva em Ilhabela <3 E tô muito feliz! Eu e o boy fizemos uma mini viagem de 3 dias pra lá, e ficamos encantados com a ilha. Hoje vou contar um pouco pra vocês e dar algumas dicas!

Acesso

O acesso à Ilhabela é feito de balsa. Você pode atravessar de carro ou a pé. Como íamos ficar hospedados na ilha, fomos de carro e foi bem tranquilo. Tem como ver preços e como tá a fila da balsa aqui.

Mosquitos

Acho que Ilhabela é a capital nacional dos mosquitos! É tanto borrachudo que dá desespero. Já fomos avisados disso e compramos o repelente Exposis em spray. Ele funciona bem, mas parece que o repelente que eles fazem na ilha – de citronela – funciona muito melhor. No primeiro minuto que saímos do carro já veio uma nuvem de mosquito e tivemos que passar o repelente correndo. O problema é que tem praia que tem mosquito na areia (nunca tinha visto isso na vida) e a gente tem que ficar repassando. Alérgicos: tomem cuidado!

Praias

As praias de Ilhabela são lindas! Pegamos bastante sol e a água lá é verde transparente. Depois vou fazer posts para as praias que visitamos, pra poder mostrar mais fotos.

Praia da Feiticeira

Centro histórico

Ilhabela tem um centro histórico gracinha, conhecido como Vila. Eu adoro um centro histórico, então amei! É bem pequeno, dá pra parar o carro na rua (lá tem Zona Azul, você compra o papel em algumas lojas e estaciona).

Acomodação

Ficamos na pousada Villa Nina, perto da Praia da Feiticeira. O atendimento é bem legal e o quarto era grande e confortável, com ar condicionado. Mas tinha uns vazamentos no banheiro, e deixei avisado na recepção. A pousada é boa, mas acho que da próxima vez vou procurar outro lugar, só pra conhecer mesmo.

Alimentação

Ilhabela tem vários restaurantes de todos os tipos. No dia do pedido de casamento (oin!) fomos em um maravilhoso, super bucólico com vista para o mar. Depois conto mais sobre ele! Nas praias normalmente tem barracas ou quiosques, então ninguém fica com fome. Na Vila fomos em uma pizzaria bem agradável, só não lembro o nome (ops).

Ilhabela é uma cidade linda e já tô doida pra voltar e conhecer mais!

{SP} Gastropub Cão Véio

Cão Véio é o pub do chef Henrique Fogaça, do Masterchef, em sociedade com mais dois amigos. O cardápio conta em sua maioria com hambúrgueres, mas há também entradas e pratos (tem até menu executivo!).

Todos os pratos levam nomes de cachorros, e a decoração também é temática. Como todo bom pub, o Cão Véio tem uma carta variada de cervejas, além do chopp da casa.

Como entrada pedimos um quarteto de queijos com molho de pimenta. Estávamos tão esfomeados que nem deu tempo de tirar foto. haha Mas tava uma delícia.

Pedi a cerveja Fogaça, uma witbier (cerveja de trigo) bem gostosa!

O hambúrguer escolhido foi o Boxer, de lombo suíno e bacon, recheado com queijo gruyère e vinagrete de maçã verde no pão de brioche – e acompanhava onion rings. Muito saboroso!

Cão Véio é um pub bem pequeno, então se você não quer ficar horas na fila – como nós ficamos -, é bom chegar cedo. Apesar da demora, o atendimento é relativamente bom (tivemos um problema com os pedidos e viram mil tipos de batatas, mas não foram cobradas) e a comida é deliciosa.

Endereço: Rua João Moura, 871 Pinheiros – SP

Praia do Pernambuco no Guarujá

2017 já começou fervendo e nada melhor do que uma praia pra refrescar. No último domingo fomos conhecer a Praia do Pernambuco, na famosa cidade do Guarujá. A praia fica colada à Praia do Mar Casado, e as duas são separadas por uma faixa de areia. As duas praias são lindíssimas, com água cristalina e morna (prefiro água mais fresquinha, mas assim é bom pra entrar no mar).

Praia do Mar Casado

Acabamos chegando tarde, e a faixa de areia é bem pequena. Ou seja: a galera fica espremida mesmo! Ficamos na Praia do Pernambuco e como não tínhamos cadeiras nem barraca (meta pra 2017: comprar cadeiras de praia!), fomos procurar algum barraqueiro. Depois de muito perguntar, conseguimos um guarda-sol e duas cadeiras na barraca do Marcelinho. Eles não costumam cobrar o aluguel, mas sim a consumação. E fomos muito bem atendidos!

Praia do Pernambuco

O problema foi a volta: levamos 4h pra chegar em casa (na ida foram quase 2h). São só 95km, mas nunca vi tanto carro na minha vida! No fim das contas o passeio valeu a pena, aproveitamos bastante o dia de sol e calor.

Não sabia que o litoral de SP tinha praias tão bonitas, e fiquei muito surpresa e feliz de descobrir que sim. Agora quero conhecer as outras praias da região – se alguém tiver alguma dica é só deixar aqui!

Beijos, Helena.

São Roque: a terra do vinho paulista

Além da cidade de São Paulo ter várias coisas legais pra conhecer, as cidades no seu entorno também. Mês passado fomos conhecer São Roque, cidade a uns 60km daqui que tem uma Estrada do Vinho. Eu que nem me apaixonei mais ainda por vinho na Serra Gaúcha né, fiquei super empolgada com o passeio.

Vinícolas

Uma das vinícolas que conhecemos foi a Vinícola Góes, a mais bem conceituada no Trip Advisor (dica pra quem quer passear: consulte o site!! Ele é ótimo!). Chegando lá, descobrimos que eles produzem o vinho Casa Venturini no Sul. Por acaso compramos vários tipos desse vinho no nosso passeio de julho e ele é uma delícia! Recomendo o Tannat pra quem gosta de um vinho mais seco. Na vinícola não fizemos o passeio, só a degustação de 5 vinhos por 10 reais.

Restaurantes

Passamos pelo restaurante Quinta do Olivardo, um restaurante português que também é adega. Aproveitamos pra comer um pastel de nata, delicioso! Lá tem também uns parreirais – não muitos – mas deu pra fazer uma foto bem bonita. 🙂

No final do passeio fomos almoçar no restaurante Vila Don Patto, também português. Éramos 6 adultos e pedimos dois pratos de bacalhau, a especialidade da casa. As porções lá são imensas, até sobrou pro jantar! A comida é deliciosa, amei! E o espaço do restaurante é bem legal, tem parquinho para as crianças, um café com doces portugueses, loja de vinhos e comidinhas. Uma super estrutura.

São Roque é uma ótima opção de passeio de um dia ou mais. Pretendo voltar lá pra conhecer mais lugares, alguma dica? 

Beijos, Helena.