Filmes & Séries

Crítica: “Deadpool”

Prepare-se pro filme de super-herói mais incomum que você vai ver. Deadpool não é nada convencional e o filme faz jus à sua classificação de 16 anos, com cenas e linguagem pesadas.

O filme em si não é tão diferente do que estamos acostumados a ver: um mercenário doente faz um tratamento arriscado e tem seu corpo transformado da pior forma possível. Um tempo depois, sua ex-namorada é sequestrada e ele faz de tudo para encontrá-la. Simples. Mas o que torna Deadpool Deadpool são: o personagem, muito bem interpretado por Ryan Reynolds, e o texto, com várias referências ao mundo atual, Hollywood, etc.

Com linguagem pesada e piadas de humor negro, Deadpool conquista o público mesmo com sua falta de tato com as pessoas e situações. Os personagens dos X-Men, Colossus e Negasonic, são o tempo todo zoados por Pool, que em um momento fala que só tem eles dois porque a produção não tinha dinheiro pra pagar os outros. Ri alto com essa!

Enfim, prepare-se para cenas pesadas com muito sangue, ator falando com a câmera e uma linguagem bem diferente do que estamos acostumados a ver nos filmes de super-heróis.

Coleção Holiday da MAC Cosmetics Produtos para sua maquiagem da Copa 2022 Prêt-à-porter, resort, cruise, haute couture: o que é cada coleção de moda Achados de Beleza na Black Friday 2022 Os ternos da Seleção Brasileira para a Copa 2022 Looks para a Copa 2022 Como camuflar olheiras escuras Inspirações de maquiagem para formatura Tendências de Moda Praia para 2023 Coleção MAC x Pantera Negra Ideias de maquiagem para a Copa 2022 Resenha: Loção Abeille Royale Guerlain Quiet Luxury: tudo o que você precisa saber sobre o tema Como usar colete de alfaiataria Resenha: Stick Tudo da Vic Beauté Le Smoking: a história do terno feminino Chega ao Brasil a linha Nars Skin Ralph Lauren Primavera Verão 2023 A decoração do meu casamento inspirada na Costa Amalfitana Rose Inc chega ao Brasil