Viagem

Onde ir em Madrid, Espanha

[:pb]Madrid é a capital espanhola e por isso escolhemos ficar mais tempo por lá. Foi a nossa primeira parada na viagem, e pudemos conhecer bastante dela! Como ficamos 4 dias e foi muita coisa, estou dividindo os posts entre “Onde ir”, “Onde comer”.

Chegando em Madrid

Voamos de São Paulo direto para Madrid de Air China. Foi super tranquilo o voo, o serviço deles é bom! Só tinha um moço bem mal educado do nosso lado no avião, mas fazer o que né.

Do aeroporto seguimos de metrô para a cidade. Na estação do metrô no aeroporto compramos um cartão que custou uns 20€ e dava pra várias viagens e pra nós dois. Achamos um pouco confuso pra comprar na máquina, mas perguntamos e deu tudo certo. São duas linhas de metrô até a Plaza de España, onde descemos. Pra quem está com quatro malas é bem chato, porque o metrô tem estações antigas com escadas. Depois descobrimos que tem um ônibus do aeroporto pro centro da cidade, uma opção bem melhor!

Hospedagem

Ficamos hospedados em um apartamento pelo Airbnb na Plaza Santo Domingo, bem próximo à Plaza de España e à Gran Vía, a avenida principal de Madrid. Aliás ali é maravilhoso e próximo de tudo! E a nossa host era uma argentina amorzinho de pessoa que ama o Brasil e me deu até um avental de souvenir, então ficamos muito bem.

Onde ir

Palácio Real de Madri

Um dos lugares mais visitados da cidade, o Palácio Real é onde fica a Família Real espanhola. Porém, pegamos o palácio fechado por conta de eventos e só pudemos visitar a Armería, que é a parte onde estão as armas, armaduras, etc. É bem interessante, mas queria ter entrado no palácio! Do lado de fora ele é lindo, e rende ótimas fotos.

Catedral de la Almudena

A Catedral de la Almudena é a principal de Madri e fica em frente ao Palácio Real. Essa nós pulamos, porém, entramos na cripta que é bem legal. Tem uma capela e muitas e muitas colunas brancas – são mais 400! A entrada na cripta é gratuita, mas eles solicitam um donativo para a conservação.

Jardins de Sabatini

Os jardins se localizam atrás do Palácio Real, com uma vista linda para o prédio. São lindos e super bem cuidados!

Museu Nacional do Prado

O Prado é um dos museus mais importantes do mundo, abrigando pinturas de, entre outros, Velázquez, Goya e El Greco, principais pintores espanhóis. Além disso, tem também obras dos italianos Caravaggio, Botticellli, Tintoreto e Rafael. As mina pira! Sério gente, foi muita emoção entrar nesse museu e ver obras tão incríveis. São vários andares e inúmeros corredores com muita arte. Preparem-se pra andar bastante! Pegamos um guia na entrada do museu com o mapa indicando onde ficam as pinturas principais como As meninas, de Velázquez. Ficamos lá umas 3h e saímos cansados e felizes, debaixo de muita chuva.

Horários: de segunda à sábado, de 10h às 20h e domingo de 10h às 19h.

Entradas: 15€, mas grátis de segunda à sábado entre 18h e 20h e domingos e feriados de 17h às 19h.

Depois do Prado íamos ao Museu Reina Sofia, mas era uma terça-feira e o dia que ele fecha! Ai que azar viu? Pior que depois nem conseguimos ir lá, ficou pra próxima viagem!

Museu Thyssen-Bornemisza

O Thyssen fica bem próximo ao Prado, e também é incrível. Tem Monet, Van Gogh, Rembrandt, Cézanne, Renoir, Kandinsky, Picasso, entre muitos outros. É um museu bem grande, mas menor que o Prado. Mesmo assim ficamos lá umas 2-3h! Tem muita coisa linda pra ver. O interessante é que a maior parte da coleção pertencia à família Thyssen-Bornemisza e foi adquirida pelo governo espanhol para o museu.

Horários: De terça à domingo de 10h às 19h. Segundas-feiras de 12h às 16h entrada gratuita. Coleção permanente.

Entradas: 12 €.

Estádio Santiago Bernabéu

Como Fernando é doido por futebol, não poderíamos deixar de ir no estádio do principal clube da atualidade, o Real Madrid. Lá no estádio Santiago Bernabéu tem um museu com todas as camisas que o clube já teve, todos os troféus, a história, etc. É super tecnológico, com várias partes interativas onde a gente pode rever momentos dos títulos. Bem legal! Fomos no campo, nos bancos, na arquibancada, nos vestiários e camarote. O tour é bem bacana e super completo! Foi o único lugar que fomos de metrô.

Entradas: 25€ por pessoa. Compramos pela internet e o ingresso ficou no Passbook, super prático.

As Plazas

Plaza Mayor

A Plaza Mayor é a que mais gostei! Ela é cercada de prédios com restaurantes e é super linda. As entradas são pórticos muito charmosos, a gente se sente no cenário de um filme! A Plaza Mayor fica cheia de turistas e artistas de rua. Tem uma vibe muito legal!

Um dos arcos de entrada da Plaza Mayor

Plaza de España

A Plaza de España é enorme e tem jardins lindos. O monumento principal é uma homenagem ao escritor Miguel de Cervantes, com Don Quixote e Sancho Pança também representados.

Puerta del Sol

A Puerta del Sol é a praça mais famosa de Madrid. É lá que se faz a contagem regressiva da virada do ano, além de ser um local de encontro de todo tipo de gente. Lá também é o marco zero da Espanha! O prédio mais antigo da praça é a Casa de Correos, onde fica o relógio de torre.

Plaza de Oriente

É a Plaza que fica em frente ao Palácio Real. Tem um jardim lindíssimo!

Plaza del Callao

É uma praça bastante movimentada no meio da Gran Vía. É rodeada de bares, restaurantes, cinema, lojas e tem uma estação de metrô (Callao). Fica bem cheia à noite, se vocês curtem um agito!

Templo de Debod

O Templo de Debod é um templo egípcio doado e levado para a Espanha na década de 70. Ele fica em cima de uma colina, e o pessoal vai lá pra ver o pôr-do-sol. A entrada é gratuita, mas não entramos porque estava fechado na hora. Lá também tem um mirante, de onde se vê parte da cidade!

Parque de El Retiro

Visitamos rapidamente o El Retiro, o maior parque de Madrid. É lindo! Tem lago, tem espaço pra caminhar, pra pedalar, tem jardim… Queria muito ter feito um piquenique por lá, mas não tivemos tempo. Recomendo ir com calma pra admirar bastante!

Puerta de Alcalá

A Puerta de Alcalá fica pertinho do Retiro, na Plaza de la Independencia e foi construída no século XVIII para servir de porta de entrada da cidade.

Dicas gerais

  • Compramos chips pré-pagos na operadora Orange. Na União Europeia não tem mais roaming, então o celular funciona na maior parte dos países. Custaram 20€.
  • Só pegamos o metrô uma vez além do dia em que chegamos na cidade. É muito tranquilo andar a pé em Madrid!
  • Em Madrid quase não chove, mas por puro azar pegamos a semana mais chuvosa do ano por lá! Preparem-se olhando sempre a previsão do tempo pra não serem pegos desprevenidos.
  • Madrid tem muita cultura e arte, pra quem curte é o paraíso.
  • Os espanhóis começam a vida tarde, então praticamente nada abre antes das 10h da manhã. Aproveitem pra descansar bastante porque não precisa acordar tão cedo!
  • Não conseguimos sair à noite, andávamos demais o dia inteiro e chegávamos no apê mortos. Mas soubemos que a vida noturna é bem agitada em Madrid.

Aí vai o mapa!

 

Animaram de ir a Madrid? Já podem fazer a reserva então, que tal?!

 

 

[:]

Looks de Carrie Bradshaw na segunda temporada de And Just Like That Os looks da terceira temporada de Emily in Paris As bolsas icônicas da Gucci Entenda a polêmica das campanhas da Balenciaga Coleção Holiday da MAC Cosmetics Produtos para sua maquiagem da Copa 2022 Prêt-à-porter, resort, cruise, haute couture: o que é cada coleção de moda Achados de Beleza na Black Friday 2022 Os ternos da Seleção Brasileira para a Copa 2022 Looks para a Copa 2022 Como camuflar olheiras escuras Inspirações de maquiagem para formatura Tendências de Moda Praia para 2023 Coleção MAC x Pantera Negra Ideias de maquiagem para a Copa 2022 Resenha: Loção Abeille Royale Guerlain Quiet Luxury: tudo o que você precisa saber sobre o tema Como usar colete de alfaiataria Resenha: Stick Tudo da Vic Beauté Le Smoking: a história do terno feminino